Marca Maxmeio

Postado às 14h03 CidadeDestaque Nenhum comentário

O secretário Nacional de Políticas do Turismo, Vinícius Lummertz, fala em maximização da economia das regiões.

O secretário Vinícius Lummertz, recebe no final do Debate o “Natal por Canindé Soares”.

Redação/eliasjornalista.com

O 4° Fórum de Turismo do RN, despertou grande interesse do público presente no Centro de Convenções, na tarde de quarta-feira (13). O Secretário Estadual de Turismo, Renato Fernandes, atuou como moderador do debate sobre “Políticas Públicas no Turismo: Roteirização e Regionalização”. A mesa foi composta de Vinícius Lummertz, secretário Nacional de Políticas do Turismo, fez a palestra de abertura, seguido do debate entre os prefeitos Klaus Rego (Extremoz); Cláudia Regina (Mossoró); Wilton Cunha (Currais Novos); Fernanda Costa (Santa Cruz), e Olga Fernandes (Martins).

Um debate marcado por reivindicações, por parte dos prefeitos das cidades do interior ao representante do ministério do turismo.

“Extremoz é uma cidade pequena, com problemas de cidade grande, os recursos que vem do ministério do turismo só chegam até à capital. Temos as praias (Genipabu) e belezas naturais (Lagoas e parques) mais visitados do estado. Precisamos de recursos para melhorar a infraestrutura para recebê-los. É preciso criar um Sistema de Alimentação para coordenar as ações e informações sobre o turismo. Se o turismo é o maior gerador de emprego e renda do mundo, por que não organizá-lo no país”, cobrou Klaus Rego, prefeito de Extremoz.

O prefeito de Currais Novos, Wilton Cunha, também falou sobre escassez de recursos e exaltou as belezas da sua região e disse que parte da novela das seis da Rede Globo “Flor do Caribe” foi gravada em seu município, mas que não entende o título escolhido pelo autor, poderia ser “Flor do Nordeste”, completou.

A prefeita de Santa Cruz, Fernanda Costa, falou sobre reorganização e arrumação da casa, para receber o turismo religioso (Estátua de Santa Rita de Cássia), característico de seu município. Apesar da escassez de recursos vamos organizar um plano municipal para fazer um diagnóstico e planejar as ações com roteirização e acolhimento ao turista junto ao empresariado local, para que ele possa se dirigir com relação à hospedagem, gastronomia e lazer”,  ressaltou.

Fortalecer o conhecimento econômico dos Estados. “É preciso profissionalizar a questão macroeconômica da região e gerar a importância do estudo aliada a estrutura e planejamento”.

É preciso profissionalizar a questão macroeconômica da região e gerar a importância do estudo econômica aliada à estrutura e planejamento. Citou também que a construção e duplicação da BR 101, que é um dever do estado, já é um investimento turístico porque possibilita o deslocamento e conhecimento das localidades. O governo não faz dinheiro,

Fortalecer o conhecimento econômico dos Estados. “É preciso profissionalizar a questão macroeconômica da região e gerar a importância do estudo econômico aliado a estrutura e planejamento. As cidades tem que capitar recursos sem esquecer da força política como argumento. Quando se constrói uma BR 101 como se construiu aqui, o investimento já tá feito, a argumentação econômica é retirar dela o dinheiro investido que é do povo brasileiro, recolhido através dos impostos. O governo inventava dinheiro na época da inflação, agora dinheiro tem que ser maximizado com retorno”, disse Vinícius Lummertz, secretário Nacional de Políticas do Turismo.

Galeria de Fotos:

Postado às 19h03 CidadeDestaque Nenhum comentário

Salão imobiliário do Rio Grande do Norte, espera receber cerca de 40 mil visitantes.

Um cast de recepcionista nota 10 para receber os visitantes.

O organização do Salão imobiliário do Rio Grande do Norte, montou um cast de recepcionistas nota 10 para otimizar o atendimento ao cliente.

Redação/eliasjornalista.com

Com a temática “Promoção, Preço e Prazo”, começou nesta quarta-feira (13), o Salão imobiliário do Rio Grande do Norte, que deve receber cerca de 40 mil pessoas entre os dias 13 a 17 de março. Com entrada gratuita, o evento será realizado das 14h às 22h, no Centro de Convenções, Via Costeira de Natal.

Para a organização do Salão, a facilidade para financiamentos e a diversidade de promoções atraem um público maior a cada edição. “No último ano recebemos mais de 30 mil pessoas. No entanto, diante dos recordes em financiamentos do ano passado e do grande número de lançamentos, acreditamos que o nosso público deve chegar aos 40 mil visitantes para os cinco dias”, aponta o organizador Ocimar Damásio.

Somente no ano passado, os financiamentos da Caixa Econômica Federal para a compra da casa própria somaram R$ 1,64 bilhão. Desse total, cerca de 63% foram liberados dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida, que possibilita a compra de imóveis com subsídio do governo federal. Em 2013, o Salão terá novamente a parceria com o banco.

O evento terá cerca de 200 expositores, com opções de negócio para todos os tipos de clientes. “Teremos expositores locais, nacionais e internacionais. Nossa intenção é proporcionar todo tipo de negócio para o visitante. Teremos imóveis dentro do programa Minha Casa, Minha Vida, e de alto padrão. De todos os tipos, na cidade, na praia e também no campo”, aponta Damásio.

A orientação é para que os visitantes que pretendem fechar negócio durante o 12º Salão Imobiliário e já levem a documentação necessária para o local do evento: identidade, CPF, comprovante de renda, de residência, certidão de casamento, entre outros.

Galeria de Fotos:

Postado às 14h03 CidadeDestaque Nenhum comentário

O Secretário de Turismo de Natal, Fernando Bezerril, fala sobre capacitação de jovens para atuar no turismo local.

 

Alunos do Curso de Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), prestigiam o evento.

Público atento aos debates do Fórum.

Redação/eliasjornalista.com

Fortalecer o turismo em Natal, tema escolhido para abertura do 4º Fórum do Turismo do Rio Grande do Norte, na manhã desta quarta-feira (13), que  acontece no Centro de Convenções. O evento reúne gestores de turismo das principais regiões do estado, além de empresários do segmento, como o fundador da CVC e o vice-presidente da TAP e estudantes universitários da área de turismo.

Galeria de fotos:

 

Postado às 00h03 CidadeDestaque Nenhum comentário

Vista externa da Casa de Pedra na serra de Martins-RN.

Um guia conduz os visitantes pelo interior da Casa de Pedra que é a segunda maior caverna do Brasil em mármore e a maior do estado em volume interno.

O Mirante do Canto fica a 750 m de altitude acima do nível do mar e está localizado no sitio canto, na cidade de Martins-RN. O lugar é o preferido dos fotógrafos para registrar o relevo da região.

Redação/eliasjornalista.com

O Rio Grande do Norte apresenta um elevado potencial turístico, principalmente em decorrência das belezas de sua paisagem litorânea, destacando-se algumas formas do relevo cuja configuração está associada a processos erosivos desencadeados pela ação de diferentes agentes, as quais podem destacar as falésias encontradas no litoral de Pipa e as formações de dunas largamente encontradas em Genipabu, onde atrai anualmente milhares de turistas para o litoral potiguar.

Natal tem se destacado no noticiário nacional e internacional como uma cidade que possui um belo litoral e uma excelente estrutura hoteleira para atender os visitantes. Já passou da hora dos gestores públicos ligados ao turismo acordar para realidade e perceber que o Rio Grande do Norte tem um potencial incrível que precisa ser explorado internamente com expansão voltada para o interior do Estado.

O turismo conhecido como sol e mar encontra-se estabilizado, milhares de brasileiros e estrangeiros (turistas nórdicos em sua maioria), escolhem Natal como principal destino e nossas praias como desejo de consumo, onde através dos voos charters se inserem no cenário local, ocasionando mudanças, onde se percebe claramente a internacionalização das praias de Ponta Negra e Pipa, além do surgimento de hotéis e resorts de luxo para atender a demanda.

Com relação ao turismo interno, pouco tem sido feito para aproveitamento desse potencial. As estatísticas mostram que cada vez mais os brasileiros estão viajando e que há um nítido direcionamento para o ecoturismo voltado a apreciação dos ecossistemas em seu estado natural no interior dos estados brasileiros.

Quando o progresso merecido destas regiões chegar, no roteiro para conhecer as belezas do RN, estará sem dúvida a Serra de Martins, lugar bonito e aprazível que atrai os visitantes pela beleza e a natureza. Entre os atrativos estão: a Casa de Pedra, os Mirantes Mãe Guilé e Mirante do Canto.

A Casa de Pedra

Localizada a 27 km de Martins e situada num pequeno vale da Fazenda Trincheiras, a “Casa de Pedra” é formada por rochas antigas que foram cristalizadas por um afloramento marítimo de calcário, do período pré-cambriano. Catalogada pela Sociedade Brasileira de Cavidades Naturais, é a segunda maior caverna do Brasil em mármore e a maior do estado em volume interno. O lugar é importante para a historiografia local que há até projetos para fazer uma ligação com a serra de Martins através de um teleférico, passando pela Pedra do Sapo e a Pedra Rajada.

Mirante Mãe Guilé

O Mirante Mãe Guilé fica localizado em um ponto privilegiado, logo após a subida da serra, no bairro Lagoa Nova.

Mirante do Canto

O Mirante do Canto fica a 750m de altitude acima do nível do mar e está localizado no sitio canto, na cidade de Martins-RN. Do mirante observa-se a paisagem natural e o relevo da região, com destaque para o visual da parte externa da casa de pedra. O Mirante é o preferido dos visitantes para prática de fotografia, além de oferecer ambientação impecável com relação à limpeza e preservação local.

No sábado (2), duas cidades da região Serrinha dos Pintos e Martins, foram contempladas com o “4°Encontro de Blogueiros da região Oeste do estado do RN”, que discutiu entre outros assuntos: o papel da imprensa livre, a importância da imprensa local, o papel social e dificuldades para se reconhecer a atividade de blogueiro, além da linguagem utilizada e técnicas de fotojornalismo, com a palestra do repórter fotográfico Canindé Soares.

Galeria de fotos:

Postado às 00h02 CidadeDestaque [ 3 ] Comentários

Macau, o maior carnaval do RN, alcançou neste domingo (10) cerca de  150 mil foliões no arrastão dos trios pelas ruas da cidade.

Povo brinca com irreverência nas ruas de Macau durante arrastão dos trios.

O trio da Banda Grafith arrasta multidões todos os dias pelas ruas de Macau.

Redação/eliasjornalista.com

No maior Carnaval do RN, não poderia ser diferente, neste domingo (10), continuou pelas ruas de Macau-RN o arrastão dos trios elétricos elétricos liderados pela Banda Grafith, com outras atrações como Kabaço Molhado Elétrico, bloco Radiola de Ficha e o cantor Roberto e Banda Meus Amores, além de outros 27 blocos que seguem os trios. Segundo os organizadores do evento, passaram pelas ruas hoje, cerca de 150 mil foliões, e a tendência é aumentar ainda mais. O número impressiona, pois a população chega a aumentar cerca de 10 vezes apenas no período canavalesco.

A expressão “tá dominado” poderia ser utilizado levando-se em conta a empatia que a Banda Grafith tem com a cidade. Desde as primeiras horas do dia, as músicas que se escuta pelas ruas, são do Grafith. E quando elas passarm a ser tocadas pelo trio durante o tradicional arrastão, seguido do Mela-Mela, tudo se transforma numa animação sem prescendentes.

“O Carnaval de Macau não deixar nada a desejar, com relação a outros Carnavais realizadoe em Salvador-BA ou Olinda-PE. Aqui tudo impressiona, no início fiquei temmerosa com relação ao grande número de pessoas nas ruas seguindo os trios, agora estou tranquila e vejo que os foliões estão com os mesmo objetivos que eu, pular e se divertir muito”, disse Fernanda Torquato, universitária pernambucana de 22 anos.

O prefeito Keginaldo Pinto não esconde a alegria e satisfação, em observar de cima do Trio Grafith, a multidão de foliões que forma um extenso corredor a perder de vista. “Tenho o dever de manter a tradição do Carnaval de Macau, são 24 horas de festa feita de graça para o povo, com segurança, boa música e muita animação”, afirmou Keginaldo.

Postado às 22h02 CidadeDestaque [ 1 ] comentário

O tradicional Mela-Mela que reúne milhares de foliões na orla de Macau.

O cantor Péricles se apresentou para um público de 10 mil pessoas no Palco Principal em Macau.

O grupo “Forró da Pegação” foi a última atração no palco principal.

Redação/eliasjornalista.com

Uma junção que deu certo: Banda Grafith a mais popular do Estado com o Carnaval de Macau o mais democrático e maior do RN. Três trios elétricos, liderados pela Banda Grafith, arrastaram na tarde deste Sábado (9), cerca de 100 mil foliões que aproveitaram para pular e se divertir pelas ruas da cidade.

O carnaval de Macau-RN mistura todas as tendências e estilos, desde o frevo, o axé, sertanejo, forró e a música eletrônica. A tradição é o famoso Mela-Mela que reúne milhares de foliões em uma incrível massa de homens, mulheres e crianças cobertos de mel.

Na praia também tem festa, durante o dia. A pista, o calçadão e a areia de Camapum ficam lotados, com o público sob o sol torrencial. Ao meio-dia começa o Mela-Mela e no período da noite, o corredor da folia que não foi esquecido, com direito aos camarotes com boates e tudo mais. Após os desfile destes blocos, que também reúnem centenas de pessoas, começam os shows no grande palco, que vão até o amanhecer. Daí, é pouco tempo para descansar até a folia da praia novamente.

“Há explicação para uma cidade como Macau-RN, com cerca de 30 mil habitantes, ficar abarrotada de gente nesta época do ano e receber cerca de 100 mil foliões para participar do carnaval, é porque aqui elas participam de graça e levam muita alegria para as ruas, seja por pequenos grupos que se reúnem em blocos com familiares e amigos ou pela participação em vários polos de alegria espalhados pela cidade”, disse Keginaldo Pinto, prefeito de Macau.

A expectativa é de que Macau receba mais de 150 mil pessoas no carnaval 2013, 50 mil a mais do que o ano passado, afirma o jornalista Rodrigo Loureiro, coordenador do evento.

A noite chega e o show não pode parar: O cantor Péricles e forró da Pegação

Com um público estimado em 10 mil pessoas, o Largo Cultural de Eventos Mestre Avelino, ficou completamente lotado. As atrações no palco principal do cantor Péricles e da Banda de Forró da Pegação agita a noite. O mela-mela do decorrer dos dias abre espaço para um novo público, mais familiar e composto em sua maioria por jovens que vibram e cantam as letras das músicas executadas.

“Minha primeira vez no Carnaval de Macau, estou achando o máximo, você poder brincar livremente pelas ruas, tomar banho de mar e a noite curtir os shows no Largo de Eventos”, disse Kátia Fernandes , estudante de 19 anos.

O cantor Péricles ao final de sua apresentação, agradeceu ao prefeito e disse que se sentia privilegiado em participar do carnaval de Macau e estava preparado para retornar no próximo .

Postado às 12h01 CidadeDestaque [ 3 ] Comentários

A presidente do Sindicato do Jornalista de Rio Grande do Norte (SINDJOR) Nely Carlos, foi homenageada como Patrono do Curso Jornalismo.

A história de superação do Repórter Fotográfico Fábio Cortez, que concluiu o Curso de História pela Universidade Potiguar (UNP).

Redação/eliasjornalista.com

A Universidade Potiguar (UNP) realiza cerimônia de colação de grau para os formandos do semestre 2012.2. O evento aconteceu na noite desta segunda-feira (28) no Centro de Convenções em Natal e abrangeram os cursos de Letras, Pedagogia, História, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, CST Design Gráfico e CST Design Interiores.

Uma noite histórica para centenas de estudantes marcada pela emoção e participação dos familiares e amigos. Entre os formandos, a história de superação do repórter fotográfico Fábio Cortez, ex-Diário de Natal que não escondia a emoção por concluir o Curso de História. “Foi uma batalha, sempre acreditei no meu potencial e com total apoio familiar venci todas as adversidades, inclusive a de está desempregado no decorrer do curso. O que posso dizer é que estou muito feliz e agradeço a Deus por esse momento tão especial na minha vida. Continuo acreditando, que ao se fechar uma portar, aos que tem fé, Deus abre várias e por esse motivo estou aqui nesta noite”, conclui Fábio.

Para os novos profissionais que estão sendo lançados ao mercado de trabalho, através dos ensinamentos da UNP, esta etapa consolida a qualidade da instituição de ensino no Estado do Rio Grande do Norte. Os jornalistas recém-formados, Heitor Gregório e Rodrigo Loureiro, que já atuam na área, a conclusão do curso de comunicação social com habilitação em jornalismo, carimba de vez a permanência no mercado de trabalho que eles já conhecem. “Sem dúvida alguma o preparo necessário para continuar a profissão que escolhemos, foram colhidos na universidade”, destaca Heitor.

A presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Norte (SINDJORN) Nely Carlos,  foi homenageada como Patrona do Curso de Comunicação Social Jornalismo e agradeceu o convite e a homenagem por representar os alunos formandos que, segundo ela, terão um caminho importante para seguir após a conclusão desta etapa da vida de cada um.

Postado às 00h01 CidadeDestaque Nenhum comentário

Cariocas aproveita domingo de sol em Itacoatiara, região oceânica de Niterói.

Redação/eliasjornalista.com

Especial do Rio de Janeiro

O primeiro domingo (6) do ano, foi de sol forte em todo o Estado do Rio de Janeiro, o calor chegou próximo aos 35° graus, devolvendo os dias ensolarados aos cariocas. Em Itacoatiara, Região Oceânica de Niterói, o mar azul com ondas fortes fizeram a alegria dos banhistas, surfistas e turistas, que aproveitaram ao máximo o belo dia de sol.

Niterói é a primeira cidade do Estado do Rio de Janeiro em qualidade de vida. Situada ao nível do mar, tem clima quente e úmido. A região possui belíssimas praias, destacando Sossego, Camboinhas e Itacoatiara. Nas praias que são banhadas pela Baía de Guanabara pode-se conferir um roteiro histórico muito rico, com diversos passeios a museus, fortes e igrejas.

“Um dia maravilhoso como este nos faz esquecer os dias chuvosos que tivemos desde o início do ano, O Rio de Janeiro não é nada sem o sol. Adoro a praia de Itacoatiara e a sensação de liberdade que sinto quando estou nesse lugar mágico”, disse Ana Paula, turista paulista, de 25 anos.

“Espero que a chuva faça uma trégua. Preciso de sol e calor para vender meus produtos. O movimento hoje está muito bom e já garantir um bom retorno para iniciar bem a semana”, disse Ricardo Antunes, vendendor ambulante, 45 anos.

 

Postado às 23h01 CidadeDestaque [ 5 ] Comentários

Cenário de destruição no distrito de Xerém, em Duque de Caxias – RJ.

Redação/eliasjornalista.com

Especial do Rio de janeiro

Um dia após a enxurrada que atingiu na madrugada de ontem (3), o distrito de Xerém, Duque de Caxias, moradores das áreas afetadas além de contabilizar os prejuízos, se uniram através da solidariedade e iniciaram uma faxina geral no local.  “Estamos nos unindo para varrer de vez  da  nossa memória uma noite obscura que jamais gostaríamos de ter vivido. O nosso objetivo agora e resgatar a autoestima de um dos lugares mais tranquilos para se viver do Rio de Janeiro”,  disse Maria Fernandes, moradora da área destruída.

Diante de um cenário desolador prevalece o pensamento positivo de um povo guerreiro, que tem na fé o seu grande aliado e que lutam por dias melhores sem esperar pelo poder público. “Em 35 anos que moro em Xerém nunca presenciei uma tragédia dessas, é uma sensação de perca lastimável, ver tudo que você construiu em tantos anos se acabar de uma hora para outra. Graças a Deus estamos vivos e vamos nos reerguer novamente”, disse Nilva Catarino uma das vítimas que perdeu tudo com a destruição.

No meio dos destroços histórias de solidariedade. As igrejas de Xerém se uniram para ajudar os desabrigados. Através de recolhimento de comida, água, roupas colchões e donativos que possam ajudar à população. Quatrocentas refeições estão sendo fornecida a população pela igreja Batista de Xerém, que segundo o pastor Ângelo, foi um dos primeiros locais procurado por Zeca Pagodinho e Geraldo, um comerciante local para oferecer ajuda. A partir de uma reportagem de TV, o local virou uma referência para concentrar as doações e ainda abriga 26 famílias.

O proprietário de uma agência de automóveis que a princípio não quis se identificar, se deslocou do bairro da Tijuca no Rio de Janeiro até Xerém para fazer uma doação de 50 cestas básicas. “Estas cestas básicas foram doadas por vários amigos que sentiram no coração, assim como eu, a necessidade de ajudar as pessoas que precisam”,  disse Ricardo.

Segundo a opinião do especialista em geotécnica da Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Alberto Sayão, a situação de Xerém foi uma tragédia anunciada e prevista, onde alguém tem que ser responsabilizado. O professor citou a falta de fiscalização pelo Executivo, a lentidão do Judiciário em julgar crimes ambientais e o populismo de integrantes do Legislativo, que buscam se promover em troca da facilitação da ocupação de áreas irregulares.

“A estrutura geológica da serra, em Xerém, é a mesma encontrada em outras formações geológicas no estado do Rio, com maciços rochosos cobertos por camadas finas de solo e vegetação, o que favorece deslizamentos” ressaltou Sayão.

De acordo com o balanço divulgado pela Defesa Civil Estadual, o número de desalojados e desabrigados no Estado do Rio de Janeiro em consequência das chuvas totalizam 3.760.

No distrito de Xerém, cerca de mil pessoas estão desalojadas e uma morte foi confirmada até o momento.

Postado às 14h12 Cidade Nenhum comentário

Flagrante de acidente na BR-101 no município de Itabuna sul da Bahia.

Redação/eliasjornalista.com – Do Rio de Janeiro 

A BR-101 é uma rodovia federal longitudinal do Brasil. Seu ponto inicial está localizado na cidade de Touros (Rio Grande do Norte), e o final na cidade de São José do Norte (Rio Grande do Sul).

Após vencer o primeiro estágio da viagem de Natal à Salvador, continuo a aventura pela BR-101 em direção ao Rio de Janeiro. A passagem pelo sul da Bahia com imagens deslumbrantes contrasta com as curvas sinuosas e armadilhas pela falta de sinalização, que exige malabarismo e calma dos motoristas. Foi registrado vários acidentes, entre eles a batida frontal entre dois veículos na cidade de Itabuna.

A entrada no estado do Espírito Santo, a parte mais difícil da viagem, as serras capixabas esconde atrás da beleza da mata atlântica, um perigo constante com curvas íngremes e que foram palco de muitas mortes, e que hoje está controlada através de radares fixos na subida e descida das serras.

A surpresa maior é constatar o estado de abandono das obras da BR-101 a partir do município de Campos até Niterói, no Rio de Janeiro. Onde as notícias sobre os acidentes já não causam surpresa, mas continuam provocando muito sofrimento. Uma perigosa rotina que vem se tornando cada vez mais preocupante, especialmente neste trecho.

“Todas as semanas, dezenas de acidentes causados por má conservação da pista, falta de duplicação, imprudência e falta de segurança ceifam a vida de muitas pessoas que são obrigadas a usar ou vivem próximas à rodovia”, disse Ricardo Gomes, caminhoneiro que viaja semanalmente do Rio de Janeiro à Vitória-ES.

O pior é saber que os motoristas, principalmente os cariocas, pagam por uma duplicação que ainda não saiu do papel. São cinco pedágios (Campos, Conceição de Macabu, Silvia Jardim, Rio Bonito e Rio Manilha em São Gonçalo), cada pedágio no valor de R$ 3,10, totalizando R$ 15,50.

A concessionária Autopista Fluminense, que administra a BR-101 de Niterói à divisa com o Espírito Santo, informa em seu site, ter cumprido todas as condicionantes exigidas para obter a Licença Prévia que garante o início e a continuação das obras de duplicação e diz que depende da liberação dos principais trechos sob proteção ambiental, e culpa o IBAMA pela demora.

Página 182 de 184« Primeira...102030...180181182183184