Marca Maxmeio

Postado às 01h07 Cidade [ 2 ] Comentários

A cantora Fafá de Belém participou da Cerimônia de Acolhida ao Papa Francisco, em Copacabana.

Cerimônia de Acolhida ao Papa Francisco reuniu cerca de um milhão de pessoas em Copacabana.

Redação/eliasjornalista.com

Nesta quinta-feira (25), a Cerimônia de Acolhida, primeiro Ato Central da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013) com a presença do Papa Francisco, reuniu cerca de um milhão de pessoas em Copacabana. O número foi divulgado pelo diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, padre Federico Lombardi.

Segundo o Padre Lombardi, o discurso do Papa aos jovens sobre o que espera da JMJ Rio2013 trouxe a clássica “mensagem de missionariedade”. A acolhida, o primeiro grande momento com os jovens, “foi de grande emoção”. O sacerdote lembrou que parte do discurso foi em português e parte em espanhol, por escolha do Santo Padre.

Na cerimônia, Papa Francisco citou seus antecessores, João Paulo II e Bento XVI e pediu um minuto de silêncio em homenagem à estudante Sophie Morinière, que morreu em um acidente na Guiana Francesa estava entre os peregrinos que vinham para a Jornada Mundial da Juventude na última quarta (17).

 “Sempre ouvi dizer que o carioca não gosta de frio e de chuva. A fé de vocês é mais forte que o frio e a chuva. Parabéns!”, disse o Papa. Ele também assistiu à apresentação com a participação da cantora Fafá de Belém, que beijou as mãos do pontífice.

“Bote fé, bote esperança e bote amor”, disse também Papa Francisco durante uma homilia.

 Por questões de segurança o evento do próximo sábado (27), foi transferido. “Decidimos que não era prudente ser em Guaratiba. Resolvemos fazer em Copacabana a vigília e a missa de envio”, confirmou padre Lombardi.

 De acordo com o diretor do Setor de Comunicação da JMJ Rio2013, Padre Márcio Queiroz, todas as providências foram tomadas, mas a quantidade de chuvas não permitiu que a vigília fosse em Guaratiba. Sobre os recursos que teriam sido investidos nas obras, padre Márcio explicou que a vida das pessoas é mais importante. “Não existe dinheiro no mundo que pague a vida e a segurança das pessoas”, finalizou.

Galeria de Fotos:

Postado às 10h07 Cidade [ 1 ] comentário

O Diretor de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi,  afirmou que mesmo com chuva não haverá modificações na programação da Jornada da Juventude no Rio de Janeiro. 

Peregrinos se emocionam em evento na Quinta da Boa Vista.

Peregrinos se emocionam em evento na Quinta da Boa Vista.

Redação/eliasjornalista.com

Nesta quarta-feira (24), em entrevista coletiva o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, garantiu que a pesar da chuva que cai no Rio de Janeiro a programação da Jornada Mundial da Juventude terá sequência normal.

Uma viagem muito significativa a seu continente com um programa denso de eventos, entre os quais uma visita a uma favela, a vigília de oração com os jovens e a santa missa da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Dessa forma, o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, resumiu a visita apostólica do Papa Francisco ao Brasil durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira e garantiu que apesar da chuva que cai no Rio de Janeiro a programação continuará normalmente.

Galeria de Fotos:

Postado às 01h07 Cidade Nenhum comentário

Milhares de peregrinos se reúnem na Praia de Copacabana para abertura Oficial da Jornada Mundial da Juventude.

Delegação do Arizona, Estados Unidos chegaram ao Rio para jornada e fizeram um tour pela cidade para conhecer uma das igreja locais Igreja da Candelária).

Grupo de peregrinos dos Rio Grande do Norte participam da Jornada.

Redação/eliasjornalista.com

A cerimônia oficial de abertura da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), aconteceu na noite desta terça-feira (23), na Praia de Copacabana. Os peregrinos ocuparam todos os espaços nas areias da praia transformado num território de múltiplas nacionalidades e celebraram a chegada da Cruz Peregrina e o ícone de Nossa Senhora. O arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, celebrou a missa oficial de abertura.

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) é um evento internacional, organizado pela Igreja Católica e segundo os organizadores reuniu 500 mil jovens em sua abertura oficial, mesmo com as baixas temperaturas e chuva fina que caiu durante o evento.

Cantores católicos se apresentaram desde a tarde no palco da Praia de Copacabana onde ocorreu, às 18h, a abertura oficial da JMJ. Antes de começar o show, os apresentadores rezaram o Pai Nosso, em português, convocando os peregrinos a acompanhar a oração, cada qual em seu idioma. Em seguida, foi exibido nos telões o clip da JMJ, destacando os pontos turísticos da cidade, como o Corcovado e a Escadaria Selarón, na Lapa.

Nesta terça-feira não houve eventos oficiais com participação do papa Francisco, que viajará no dia seguinte à Aparecida (180 km de São Paulo), onde fará a veneração da imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, no Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Em seguida, Francisco participará de uma missa na qual celebrará a homilia, sermão de pregação do Evangelho e retornará às 16h para o Rio de Janeiro, onde visitará o Hospital de São Francisco de Assis, na Tijuca (zona norte), dedicado ao tratamento de dependentes químicos e alcoólicos. O papa deverá fazer um discurso no local.

Galeria de Fotos:

Postado às 22h07 Cidade [ 1 ] comentário

O Papa Francisco desfila no papamóvel pelas ruas do Rio.

Os argentinos estão em grande número na JMJ-Rio.

Redação/eliasjornalista.com – Do Rio de Janeiro 

Definitivamente a simplicidade do Papa Francisco conquistou os brasileiros. Na sua chegada ao Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (22), o papa quebra protocolo e desfila de papamóvel pelas ruas do centro da cidade.

Na avenida Presidente Vargas, já no centro do Rio, o carro com o papa estacionou para que o pontífice cumprimentasse fiéis que o cercavam. Muitos conseguiram tocar no pontífice, enquanto seguranças se desdobravam para evitar o contato, que não estava previsto.

Em seu primeiro discurso o Papa Francisco agradeceu às autoridades brasileiras pela recepção no País. O líder religioso falou sobre a importância do diálogo com o público jovem do mundo inteiro e pediu licença para “ingressar pelo portal do seu imenso coração (dos brasileiros)”.

“Vim para a JMJ para encontrar os jovens que vieram de todo o mundo atraídos pelos braços abertos pelo Cristo Redentor. Estes jovens provêm de diversos continentes, falam línguas diferentes, são portadores de variadas culturas e, todavia, em Cristo encontram as respostas para suas mais altas e comuns aspirações e podem saciar a fome de verdade límpida e de amor autêntico que os irmanem para além de toda diversidade.”

O Papa disse também que o Brasil possui “profundos sentimentos de fé”. “Venho para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração”, disse. “Aprendi que para ter acesso ao povo brasileiro é preciso ingressar pela porta de seu imenso coração. Permitam-se que nessa hora eu possa bater delicadamente a essa porta”, disse.

“Por isso, peço licença para entrar e transcorrer essa semana com vocês. Não tenho nem ouro nem prata, mas tenho algo de mais precioso que me foi dado: Jesus Cristo”, afirmou o Papa Francisco.

“Cristo bota fé nos jovens. E também os jovens botam fé em Cristo”, “Obrigado pelo seu generoso acolhimento”, finalizou o Papa.

Galeria de Fotos:

Postado às 10h05 CidadeDestaque [ 2 ] Comentários

Chuvas que caem no interior do RN, trás alegria para potiguares. (Foto: Canindé Soares).

Assú-RN: Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, que por causa da seca o nível da água baixou deixando a mostra as ruínas da antiga São Rafael. (Foto: Canindé Soares).

Redação/eliasjornalista.com

As fortes chuvas que cai nos últimos dias em vários município do interior potiguar, transforma estado desolador em um quadro de esperança, principalmente para o agricultor que depende da água para produzir o sustento familiar.

No último final de semana, nos dias 27 e 28 de abril, o incansável repórter fotográfico Canindé Soares, na companhia do jornalista Washington Rodrigues, percorreram a região do Vale do Assú e poderam constatar a existência de várias sangrias de açudes, como também imagens desoladora das cidades localizadas nas margens da BR 304. Em Fernando Pedrosa, a vegetação continua seca em consequência da falta de chuva.

“Uma das imagens mais lindas que pude registrar foi na cidade de Campo Grande-RN, localizada nas margens da BR 233. Muito verde, enorme poças d’água, barreiros e açudes cheios” destacou Canindé Soares.

Segundo o meteorologista Gilmar Bistrot, este quadro de chuvas tardias em 2013, poderão ajudar bastante Rio Grande do Norte e repetir inverno de 1995, que foi um dos melhores momentos para o estado.

Fotos: Canindé Soares.

Postado às 02h04 Cidade Nenhum comentário

Novos clientes aprovam o Freddy’s.

Redação/eliasjornalista.com

O restaurante Freddy’s abriu suas portas ao público nesta segunda-feira (8), para receber os novos clientes que poderam conferir o mais novo point da cidade.

A casa anuncia suas receitas: Cupcake de hamburguer, costela suína de porco ao barbecue, hamburguer “poseidon” de peixe e no camarão popcorn, uma das atrações exclusivas da casa.

No quesito sobremesas, os cheese-cakes prometem fazer o cliente voltar mais vezes. O Freddy’s também informa que usará ingredientes nobres nos pratos servidos, e sem aditivos químicos.

No que se refere ao ambiente, a casa recebe um visual eclético, mesclando arquitetura inglesa ao estilo casual dinning americano, e um toque de inspiração no cinema contemporâneo.

O restaurante conta com dois ambientes mais um espaço kids.

O Freddy’s fica na Rua Potengi, aberto ao público de segunda a sábado, para almoço e jantar, e aos domingos, a partir das 16h.

Postado às 17h04 Cidade Nenhum comentário

O Freddy’s é a realização do sonho do trio Frederico Lima, Tásia Lopes Barreto e Jozimar Júnior.

O Chef Thiago está no comando da cozinha do Freddy’s.

Redação/eliasjornalista.com

Restaurante especializado em hambúrgueres e carnes, além de utilizar o que há de melhor na culinária internacional, o Freddy’s Burger & Steak House, será inaugurado no dia 8 de Abril, no coração do bairro de Petrópolis, em Natal.

O cardápio inclui, além dos sanduíches e carnes, saladas e petiscos como o Cupcake de Hambúrguer. Um dos carros-chefes é a costela suína de porco ao barbecue. Os frutos do mar marcam presença no hambúrguer “poseidon” de peixe e no camarão popcorn, uma das atrações mais originais. Além de deliciosas sobremesas.  

O Freddy’s fica na Rua Potengi, bairro de Petrópolis, vem atendendo a grupos para degustação, e estará aberto ao público a partir de 08 de abril, de segunda a sábado, para almoço e jantar, e aos domingos, a partir das 16h. Venha conhecer e surpreenda-se!

Como diz o slogan, o Freddy’s é “sssssem comparação”.

Postado às 11h03 CidadeDestaque Nenhum comentário

Hermínio Fernandes de Medeiros (88 anos), agricultor morador do Sítio Perdição, no município de Campo Grande-RN, desolado com a perca do rebanho de gado. Foto: Aldair Dantas. 

Os rios que abastece a região de Campo Grande-RN estão secos. Foto: Aldair Dantas.

 

O Repórter Fotográfico Aldair Dantas, tem no seu currículo, passagens pela TV Ponta Negra, Tribuna do Norte e atualmente trabalha na  TV Assembleia. Foto: Humberto Sales. 

Redação/eliasjornalista.com

O fotógrafo potiguar, Aldair Dantas, realizou uma expedição ousada pelo médio oeste do RN e registrou relatos sobre a seca no município de Campo Grande. A aventura foi realizada entre os dias 8, 9 e 10 de março, encarar sol forte, escassez de água, terrenos tórridos e constatar o sofrimento do Sertanejo, foram alguns dos ingredientes dessa viagem.

A notória falta de chuva em grande parte da Região Nordeste já obrigou 144 cidades do Rio Grande do Norte a decretar situação de emergência, afetando, somente nas zonas rurais, mais de 500 mil pessoas. Em alguns municípios do sertão potiguar, a estiagem já obriga muitas pessoas a percorrer longas distâncias sob o efeito do sol em busca de água que são distribuídos por carros carros-pipas, incluindo Campo Grande.

A cronologia da seca se arrasta por décadas

Uma cronologia anunciada que se arrasta por décadas. Os gestores públicos fazem o mínimo ou quase nada para amenizar ou resolver a situação. Parece ser mais fácil decretar estado de calamidade pública e forçar o governo federal a liberar verbas, do que propriamente resolver o problema.

Segundo a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), o problema, contudo, não é propriamente a seca, algo com que, segundo ela, o sertanejo potiguar já está acostumado, mas sim “a falta de infraestrutura hídrica” adequada, ou seja, de distribuição. “A seca não é novidade. É o nosso clima”, disse a governadora, em nota publicada no site do governo.

“Temos que pensar uma forma de desenvolver infraestrutura hídrica que leve água às cidades, fortalecendo o campo. Estamos vivenciando a maior seca e ela não vai acabar agora. Sabemos que a cada dia teremos mais situações realmente de calamidade”, conclui a governadora.

Em suas músicas, o Rei do Baião, Luiz Gonzaga, sempre exaltou o nordestino.

O nordestino, especialmente os pertencentes à zona rural, sempre foram exaltados nas letras musicais, além de cantada em prosa e verso, pelo Rei do Baião, Luiz Gonzaga. “Mandacaru quando fulora na seca é o sinal que a chuva chega no sertão…” onde se encontra o termo mandacaru (Cacto), símbolo da seca.

Considerado um Hino do Nordeste, a música Asa Branca (Luiz Gonzaga/Humberto Teixeira), composta em 1947, continua mais atual do que nunca. “Quando olhei a terra ardendo, Qual fogueira de São João, Eu perguntei a Deus do céu, ai Por que tamanha judiação?”, se percebe que as letras das músicas foram construídas com respeito ao povo nordestino, ao qual Luiz Gonzaga teve maior admiração, sem esquecer suas origens.

O nordestino resiste à seca

Uma das saídas apontadas por especialistas para amenizar o sofrimento dos nordestinos em períodos longos de seca, seria o incentivo por parte do governo da criação do rebanho de caprino, animal resistente e de fácil adaptação ao clima local. “O financiamento que seria responsabilidade do Banco do Nordeste, não sai das intenções, porque o agricultor não tem como pagar o financiamento”, alega Hermínio Fernandes, agricultor.

O lado religioso e a esperança em São José

Segunda crença popular, chuva indica ano de boa colheita e abundância. A crença católica diz que se chover até o Dia de São José, celebrado nesta terça-feira (19), a safra vai ser boa. O dia começa com pancadas de chuvas onde anuncia o inverno que até o presente momento foram insuficientes para a formação de estoques de água nos principais reservatórios; açudes, tanques, poços tubulares, barreiros e principalmente cisternas, importante recurso para o suprimento da população rural com água potável, dessa forma a fé e a esperança do Sertanejo permanece.

Em tempos de vacas magras e de seca prolongada, além de chamar a atenção para o problema, as imagens do fotógrafo Aldair Dantas, falam por si só.

Galeria de Fotos:

Postado às 09h03 CidadeDestaque Nenhum comentário

Apesar da pouca chuva o verde surge no meio do nada e reforça a esperança do sertanejo potiguar, por dias melhores. (Foto: Aldair Dantas).

Missa tradicional no município de Angicos-RN, a chuva que caiu durante a celebração reforça a fé católica em São José. (Foto: Ney Douglas)

Redação/eliasjornalista.com

Segundo o Governo do Estado, os potiguares enfrentam uma das piores secas registradas nos últimos 50 anos. Segunda crença popular, chuva indica ano de boa colheita e abundância. A crença católica diz que se chover até o Dia de São José, celebrado nesta terça-feira (19), a safra vai ser boa.

O dia (19) começou com pancadas de chuvas onde anuncia o inverno que até o presente momento foram insuficientes para a formação de estoques de água nos principais reservatórios; açudes, tanques, poços tubulares, barreiros e principalmente cisternas, importante recurso para o suprimento da população rural com água potável, dessa forma a fé e a esperança do sertanejo permanece.

Segundo boletim da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (EMPARN), foi registrada chuvas em 46 municípios, em todas as regiões do Estado, desde às 7 horas de ontem até às 7 horas de hoje (19)”. Onde as maiores precipitações foram registradas nos municípios de Serrinha dos Pintos, com 80 milímetros, Martins com 75 mm e Tenente Ananias com 70 mm, municípios do Alto Oeste.

Explicação dos pesquisadores pra escassez de chuva na Região Nordeste

Segundo o Engenheiro Agrônomo e Pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco, João Suassuna: – A região semiárida nordestina é, fundamentalmente, caracterizada pela ocorrência do bioma da caatinga, que constitui o sertão -. O sertão nordestino apresenta clima seco e quente, com chuvas que se concentram nas estações de verão e outono. A região sofre a influência direta de várias massas de ar (a Equatorial Atlântica, a Equatorial Continental, a Polar e as Tépidas Atlântica e Calaariana) que, de certa forma, interferem na formação do seu clima, mas essas massas adentram o interior do Nordeste com pouca energia, tornando extremamente variáveis não apenas os volumes das precipitações caídas mas, principalmente, os intervalos entre as chuvas. No Semiárido chove pouco (as precipitações variam entre 500 e 800 mm, havendo, no entanto, bolsões significativos de 400 mm) e as chuvas são mal distribuídas no tempo, sendo uma verdadeira loteria a ocorrência de chuvas sucessivas, em pequenos intervalos.

“Portanto, o que realmente caracteriza uma seca não é o baixo volume de chuvas caídas e sim a sua distribuição no tempo. O clima do Nordeste também sofre a influência de outros fenômenos, tais como: El Niño, que interfere principalmente no bloqueio das frentes frias vindas do sul do país, impedindo a instabilidade condicional na região, e a formação do dipolo térmico atlântico, caracterizado pelas variações de temperaturas do oceano Atlântico, variações estas favoráveis às chuvas no Nordeste, quando a temperatura do Atlântico sul está mais elevada do que aquela do Atlântico norte”, explica.

A proximidade da linha do Equador é outro fator natural que tem influência marcante nas características climáticas do Nordeste. “ As baixas latitudes condicionam à região temperaturas elevadas (média de 26° C), número também elevado de horas de sol por ano (estimado em cerca de 3.000) e índices acentuados de evapotranspiração, devido à incidência perpendicular dos raios solares sobre a superfície do solo (o Semiárido evapotranspira, em média, cerca de 2.000 mm/ano, e em algumas regiões a evapotranspiração pode atingir cerca de 7 mm/dia)”, conclui Suassuna.

Postado às 00h03 CidadeDestaque Nenhum comentário

A Ponte de Igapó, patrimônio histórico potiguar, encontra-se abandonado servindo de vitrine para propaganda irregular.

O amor está no ar, poluição visual invade  Ponte de Igapó, um patrimônio histórico potiguar.

Redação/eliasjornalista.com

Neste domingo (17), foi possível constatar o estado de abandona que a ponte de Igapó se encontra, atualmente serve para publicidade gratuita através de faixas irregulares que anunciam todo tipo de serviço, inclusive o tele amor (Declarações de amor encomendadas através de faixas).

Milhares de passageiros e motoristas que cruzam a ponte de Igapó todos os dias, se deparam com a poluição visual que invade vertiginosamente o patrimônio histórico potiguar, com total descaso da prefeitura de Natal. Existe também a preocupação com a manutenção e trabalho preventivo, para deterioração não avançar.

Na segunda-feira (11), o Ministério Público do RN entrou com uma Ação Civil Pública na Justiça para que o Estado do RN, Prefeitura de Natal e a empresa J. Lopes da Silva & Cia, solidariamente, sob a supervisão da Fundação José Augusto, custeiem e promovam o projeto de revitalização da ponte de ferro de Igapó, importante patrimônio histórico potiguar, que  liga as zonas Norte e Oeste da capital sobre o rio Potengi.

Em caráter de medida liminar, o MP requereu perante a Justiça que o Estado efetue, no prazo de 90 dias, a limpeza e reparos emergenciais da estrutura da ponte, sob orientação do Conselhos Regional de Engenharia e Agronomia (Crea). E em 180 dias, que recupere a estrutura da ponte com a colocação de assoalho, grades de proteção, pintura e iluminação.

Ainda no sábado (16), foi deflagrada por parte da Prefeitura de Natal o início da “Operação Nossa Cidade Mais Limpa”. A iniciativa tem como objetivo reforçar os serviços de limpeza e pintura de monumentos públicos da capital potiguar.

A principal meta da ação é a de acabar com as publicidades irregulares fixadas nas paredes do complexo viário, bem como as pichações que causam poluição visual nas áreas afetadas. A Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) vai atuar na realização dos serviços com uma equipe formada por 20 garis. De acordo com o diretor de planejamento da companhia a Operação “Nossa Cidade Mais Limpa” vai ser continua, acontecendo sempre aos sábados.

Segundo o diretor de planejamento da Urbana, Josivan Cardoso, o plano de ação já foi revisado e o natalense vai sentir rapidamente o impacto da operação e o material ou publicidade que não estiver regular será retirado.

Tendo em vista que a Zona Norte de Natal é sempre contemplada por último quando o assunto é beneficio para população, só resta aguardar pelas ações dos gestores municipais.

Página 98 de 101« Primeira...102030...96979899100...Última »