Marca Maxmeio

Postado às 10h08 DestaqueGeral Nenhum comentário

Reestruturação de Unidade do Alto Oeste reflete nova realidade no Sistema Prisional do RN.

Redação/Portal de Notícias e Fotojornalismo/eliasjornalista.com

A Cadeia Pública de Mossoró Juiz Manoel Onofre de Sousa, localizada há 285 quilômetros de Natal amplia sua capacidade de vagas em 150% com a entrega de uma nova ala, que ocorre nesta segunda-feira (27/08).

A unidade que integra o Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte (Sispen), gerido pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) ganha 10 novas celas, totalizando 120 novas vagas.
A obra de ampliação estava abandonada desde 2010. Foi retomada há três meses com mão de obra totalmente de internos, cerca de 15.Os recursos para sua execução, autorizada pela juíza de execuções penais Cinthia Cibele Medeiros, foram provenientes de penas pecuniárias e doações do comércio local, o que prova a confiança depositada no nova gestão prisional, adotada pela Sejuc.

Foram economizados aos cofres públicos cerca de R$ 700 mil. Além disso, os presos classificados na obra tiveram remissão de pena, graças ao trabalho empreendido e que colabora com o novo projeto de ocupação de apenados da secretaria. A cada três dias de serviço diminuíram um de permanecia na unidade.

A exemplo de todo o Sispern, a Cadeia Pública de Mossoró passa por transformações significativas baseadas na reestruturação física, valorização de agentes e adoção de procedimentos padrão. A unidade, dirigida por José Fernandes da Mota, por exemplo, não possui em sua guarda externa, nas guaritas, policiais militares. Estes foram devolvidos as ruas para fortalecer a segurança da população.

A CPM também possui, desde o ano passado, sistema de segurança eletrônica, com dezenas de câmeras HD com infravermelho, sensor de movimento e HD interno que possibilitam melhor monitoramento (em tempo integral) da rotina prisional, tanto na parte interna, quanto na parte externa. “O Sistema no Rio Grande do Norte vive um novo momento, que o torna referência no país. Além da Cadeia Pública de Mossoró a Sejuc vem desenvolvendo reestruturação de outras unidades, beneficiando internos, seus familiares e principalmente os agentes prisionais”, comentou o titular da Sejuc, Mauro Albuquerque.

Assessoria de imprensa Sejuc

Postado às 20h08 Geral Nenhum comentário

Setor produtivo aprova Tião Couto como vice de Robinson Faria.

Redação/Portal de Notícias e fotojornalismo/eliasjornalista.com

A classe empresarial do Rio Grande do Norte elogiou a escolha de Tião Couto (PR) para compor como vice a chapa majoritária da coligação ‘Trabalho e Superação’, encabeçada por Robinson Faria (PSD) para o governo e Geraldo Melo (PSDB) para senador. O setor produtivo acredita que, se eleito, poderá representar os interesses do empresariado potiguar no governo.

Um dos segmentos que aprovou a escolha foi o setor do agronegócio. Para o presidente da Associação Norte-rio-grandense de Criadores (Anorc), Marcelo Passos, a coligação – formada por 12 partidos – tomou a decisão acertada em escolher o mossorense como candidato a vice-governador. “Ele tem muita representatividade na classe empresarial potiguar”, analisa o presidente da Anorc, entendendo que isso poderá abrir um canal de diálogo entre produtores e criadores e o governo de forma mais efetiva.

Já o presidente do Comitê Executivo da Fruticultura do Rio Grande do Norte, Luiz Roberto Barcelos – que é considerado um dos maiores empregadores do setor rural do Brasil com a manutenção de mais de dez mil trabalhadores -, acredita que, de todos os vices que se apresentaram até agora, Tião Couto é o único que verdadeiramente representa o setor produtivo potiguar.

”Trata-se de um empresário bem sucedido, que construiu seu patrimônio com trabalho e dedicação, gerando emprego e fazendo o estado crescer. É uma pessoa que vem a somar e que o setor produtivo precisa se espelhar nele, que não fica reclamando, parte para a ação”, diz Barcelos, sinalizando que a eleição da coligação será favorável para o setor.

Não apenas o agronegócio vê com bons olhos a chegada à campanha de alguém que trabalha e sabe dos desafios para se empreender no Rio Grande do Norte, mas também outros setores, como o de comércio, serviço e indústria. “O nome de Tião Couto é muito bem vindo pelos empresários para ser vice de Robinson. Ele, seguramente, vai contribuir muito para o crescimento do setor produtivo aqui no Rio Grande do Norte”, avalia o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL), Augusto Vaz.

Do segmento industrial, o empresário José Nilo, proprietário da empresa mossoroense Engepetrol, também crê que a escolha do nome como uma ótima opção. “Sebastião conhece bem o setor produtivo de óleo e gás e pode dar boas ideias para alavancá-lo, contribuindo assim com a geração de emprego e renda no estado”, diz, lembrando que a cadeia de valor do petróleo no RN sofreu baixas significativas com o desaceleramento dos investimentos da Petrobras. Somente em Mossoró, foram mais de cinco mil empregos perdidos.

Decisão certeira

O nome de Tião Couto foi escolhido justamente por representar uma fatia forte da sociedade que é fundamental para consolidar o projeto desenvolvimento de forma participativa do Rio Grande do Norte que o Robinson Faria planeja para o segundo mandato. Isso porque é o setor produtivo que gera empregos e alavanca a economia do estado, com a fomentação de negócios e divisas. A ideia do candidato é construir um programa de governo com contribuição de todos os setores da sociedade.

De origem humilde, Sebastião Couto se tornou um dos empresários mais bem sucedidos na indústria petrolífera nacional. Aos 61 anos, ele é proprietário de várias empresas, entre elas a EBS, considerada a maior na área de prestação de serviço de perfuração de poços de petróleo onshore do Brasil. E, por isso, ele emprega mais de mil trabalhadores no Rio Grande do Norte.

Ao avaliar os candidatos que disputam o governo nas eleições deste ano e constatar a união entre as famílias Alves, Maia e Rosado, o empresário Tião Couto afirmou não restar dúvidas em apoiar Robinson Faria. “Ele é a melhor opção para o povo potiguar. Trabalha honestamente e é com ele que pretendo aproximar o governo com a iniciativa privada. Nossa ideia é agregar e fomentar o desenvolvimento econômico”.

Postado às 12h08 Geral Nenhum comentário

Detran emprega fiscalização e educação em blitz realizada na Roberto Freire.

Redação/Portal de Notícias e Fotojornalismo/eliasjornalista.com

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran), intensificou o trabalho de educação e fiscalização de trânsito na capital. A ação deflagrada pelos técnicos do Detran na tarde dessa quinta-feira (02), na Avenida Engenheiro Roberto Freire, abordou aproximadamente 400 condutores que circulavam na zona Sul da capital. A operação denominada Trânsito Seguro é mais um reforço no sentido de conscientizar os condutores com o objetivo de prevenir acidentes de trânsito e preservar vidas.

Cerca de 10 técnicos do Detran em conjunto com policiais militares do Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) orientaram os motoristas durante as três horas de blitz educativa. Os condutores foram fiscalizados e informados sobre conceitos preventivos relacionados a evitar acidentes de trânsito e reforçado alertas sobre a responsabilidade de não dirigir sob efeito de álcool. Outros pontos focados pelos técnicos do Departamento foram o perigo do uso do celular enquanto dirige, como também a proibição de trafegar além dos limites de velocidade estabelecidos para a via de circulação.

Os motoristas receberam folders informativos com dicas e posturas corretas no trânsito. Também foi efetivada a adesivação dos veículos com decalques com a logomarca da campanha educativa do Detran. A blitz ainda levou aos condutores informes básicos sobre punições administrativas referentes a valores de multas e perda de pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para aqueles que desrespeitam o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Nesse sentido, a ideia é conscientizar que não vale a pena infringir as regras colocando vidas em perigo e respondendo administrativamente e até penalmente pela infração.

As blitzen educativas e fiscalizatórias realizadas pelo Detran e CPRE no Estado vão continuar nas cidades do interior do Estado, como ocorreu no mês anterior nas cidades de Caicó, Currais Novos e Santana do Matos.

Postado às 15h07 Geral Nenhum comentário

Rafael Motta e bancada federal discutem situação do município de Touros após alagamentos do final de semana. ((Foto: Humberto Pradera/Ascom PSB)

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

O deputado federal Rafael Motta (PSB) participou nesta quarta-feira (11) de uma reunião com o ministro da Integração Nacional, Antônio de Pádua de Deus, junto com demais parlamentares da bancada potiguar no Congresso Nacional. Na pauta, um dos principais assuntos foi a crise causada pelas fortes chuvas que atingiram o município de Touros, no litoral Norte do estado, afetando cerca de 8 mil moradores.
No encontro foi apresentado o atual panorama da crise enfrentada na cidade, onde de acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), foram registrados mais de 200 milímetros de chuva durante o último final de semana.
Motta e os demais parlamentares pediram apoio do Governo Federal para a região. “O ministro nos informou que a Defesa Civil está em contato direto com as autoridades do município e está à disposição para auxiliar no que for necessário”, destacou o deputado do PSB.
Pelo menos quatro bairros da cidade foram inundados em virtude da enchente. “Vamos acompanhar a situação e cobrar junto ao Governo Federal apoio neste momento tão complicado enfrentado pela população de Touros”, afirmou Rafael Motta.
Instituições como a Arquidiocese de Natal e a seccional potiguar da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) estão arrecadando roupas e alimentos para as pessoas que ficaram desabrigadas em Touros. Quem quiser ajudar, pode procurar a sede de um dos respectivos órgãos.
Oiticica
Além da questão de Touros, o encontro da tarde de ontem marcou a também a confirmação da liberação de R$ 239 milhões para a conclusão das obras da barragem de Oiticica, na região Seridó. De acordo com o o Ministério, os recursos serão liberados conforme o avanço das obras, que têm previsão de conclusão em 2019.
Motta reforçou a importância da obra para abastecimento da região. “Cerca de 330 mil pessoas que serão beneficiadas com a barragem de Oiticica, numa região que historicamente sofre com o abastecimento. Ficamos felizes por ter esse feedback positivo no que diz respeito à garantia de não irão faltar investimentos para a conclusão dos serviços”, disse o parlamentar.
Postado às 19h06 Geral Nenhum comentário

Cristiane Dantas defende tabelamento do preço do gás de cozinha no RN.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

A crise envolvendo a comercialização do gás de cozinha (GLP) no Rio Grande do Norte, voltou à pauta dos deputados na Assembleia Legislativa. Em pronunciamento durante a sessão plenária dessa terça-feira (26), a deputada Cristiane Dantas (PPL) lamentou a situação e defendeu o tabelamento e congelamento do preço do botijão de gás.

“A população vem sofrendo com a alta de preços no gás de cozinha, situação quem sendo gerada pela redução na produção de petróleo da Refinaria Clara Camarão. Em nome da Associação das Donas de Casa, exigimos o tabelamento e congelamento do gás de cozinha ao valor de R$ 55”, defendeu Cristiane.

A parlamentar fez críticas à gestão do presidente Temer e disse que as medidas do Governo Federal vão na contramão do retrato de desemprego no País e no Estado potiguar. “São 30 milhões de desempregados no Brasil, sendo 200 mil só no RN. Em um mês o gás dobrou de preço, o diesel não baixou e a gasolina acumula seguidos acréscimos. É um governo sem responsabilidade e compromisso com o povo”, concluiu.

Postado às 19h04 Geral Nenhum comentário

Registros feitos por cuidadores de idosos são tema de estudo na UFRN. (Foto: Cícero Martins).

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

As anotações diárias realizadas por cuidadores de idosos são tema de pesquisa do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres) campus Currais Novos, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O objetivo é identificar a forma como os idosos estão sendo tratados pelos profissionais a partir da análise dos registros textuais. “É comum os familiares acompanharem as atividades dos cuidadores e o comportamento dos idosos por meio desses escritos”, afirma a coordenadora da pesquisa e professora do Departamento de Letras do Ceres Currais Novos, Ana Maria de Oliveira Paz.

A pesquisadora explica que o interesse em analisar a prática dos cuidadores de pessoas idosas surgiu de uma demanda social, que é o envelhecimento da população brasileira. “A gente vê denúncias sobre maus tratos de idosos, discussões sobre a longevidade da população brasileira, programas de políticas públicas voltadas para essa faixa etária e a Universidade não pode ficar fora disso, precisa discutir essas temáticas que circulam socialmente”, analisa Ana Maria Paz.

Para verificar o tratamento dado aos idosos, foram reunidos cadernos de registros utilizados por cuidadores. “É um trabalho de natureza documental. Nós reunimos os registros e vamos trabalhar no que está posto nos escritos, estudar como eles se organizam em termos estruturais, conteúdo e estilo. Além de avaliar os termos mais utilizados e as escolhas linguísticas”, explica a coordenadora.

A pesquisadora acredita que além de estudar o tratamento dado aos idosos, a análise dos textos permite ter um retorno sobre a formação das pessoas que completam cursos técnicos e universitários. “Os profissionais são lançados no mercado, mas depois não há um resgate sobre o que eles estão fazendo. Estudar a produção escrita é uma maneira de acompanhar e de avaliar como a formação está sendo implementada na prática”, defende Ana Paz.
O projeto Práticas de Letramento Laboral: um estudo das escritas dos cuidadores de idosos em serviço foi iniciado em 2016. Os textos que compõem a pesquisa foram produzidos por dois cuidadores. Um deles é formado em Enfermagem e o outro tem experiência na área, mas não tem formação específica. “Vamos observar para ver o que há em comum entre os dois registros”, descreve.

A estudante Milana Sayonara Gomes da Silva é uma das integrantes da pesquisa. Aluna do 7º período da graduação em Letras do Ceres Currais Novos, a universitária atua na análise dos textos. “Além do processo de formação acadêmica, tenho um interesse pessoal pela pesquisa, porque minha mãe é cuidadora de idosos e isso amplia a minha visão sobre a prática profissional”, conta Milana Sayonara.

A universitária diz estar contente com a contribuição social da pesquisa. “Nosso trabalho tem uma implicação social. Quando se discutem temáticas como o envelhecimento, surgem reflexões no meio acadêmico e na sociedade”, relata.

Letramento Profissional

Especialista em estudos de Letramento Profissional, a coordenadora da pesquisa Ana Maria de Oliveira Paz é responsável por uma série de trabalhos ligados à escrita após a formação profissional. “A Universidade prepara as pessoas, mas pouco se estuda acerca do que elas fazem após a formação. Nossas pesquisas mostram o que os profissionais escrevem quando estão em atividade. Há muitas práticas de escrita nos diferentes domínios. Nosso foco é estudar esses textos e valorizá-los”, afirma.
A pesquisadora conta que teve contato com a escrita profissional no Doutorado, quando estudou o que enfermeiros e técnicos de enfermagem escreviam durante seus turnos de trabalho. “A partir disso, fui seduzida pelo letramento profissional. Percebi que não havia uma preocupação nas pesquisas com essa área. Depois desenvolvi estudos com condutores de veículos, agentes comunitários de saúde e profissionais do judiciário”, relata.

Por meio de suas pesquisas, Ana Paz pretende ampliar as discussões e a reflexão sobre os estudos de letramento. “A escrita é uma tecnologia indispensável. É fundamental às atividades humanas nos diferentes segmentos sociais”, analisa.
Fonte: Agência de Comunicação da UFRN – AGECOM

Postado às 23h04 DestaqueGeral Nenhum comentário

Marcondes Gomes da Silva – suspeito do crime de – Iasmin Lorena. (Foto: José Aldenir).

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

O principal suspeito de participação no caso Yasmin Lorena foi preso no início da tarde desta quinta-feira (26). Marcondes Gomes da Silva, 45 anos, estava escondido em Rio do Fogo.

De acordo com informações preliminares, a localização do suspeito foi informada através do Disque-Denúncia.

Ele será encaminhado para Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, em Natal, para mais esclarecimentos do caso.

O suspeito trabalhava como pedreiro na casa onde o corpo foi localizado, na última terça-feira (24).

O caso

A garota Yasmin Lorena, de apenas 12 anos, sumiu no início da tarde do dia 28 de março. Ela tinha saído de casa para efetuar um pagamento a pedido da sua mãe. Nunca mais voltou.

Depois de dias de angustia, aflição e protesto, o corpo de uma menina foi encontrado a menos de 150 metros da casa dela.

A confirmação ainda não foi feita, mas há indícios, segundo a Polícia Civil, de que seja o corpo da garota.

 

Postado às 16h04 Geral Nenhum comentário

Governo divulga projetos selecionados para apoio à agricultura familiar.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

O Governo do RN, por meio do projeto Governo Cidadão e Banco Mundial, divulgou no último sábado (14) o resultado parcial de três editais que irão fomentar a agropecuária potiguar. Os editais de Registro Sanitário das agroindústrias da agricultura familiar (edital 4), Apoio a subprojetos da Cadeia Produtiva do Leite e Derivados (edital 5) e Apoio a subprojetos da Cadeia da Fruticultura Irrigada (edital 6). Estão sendo beneficiadas 76 organizações produtivas (associações e/ou cooperativas) e 1519 famílias, que receberão recursos para incrementarem seus negócios e se tornarem ainda mais competitivas.

A ação é coordenada pela Secretaria de Agricultura. Para ter acesso aos resultados dos Editais, as organizações que manifestaram interesse devem acessar o site: www.governocidadao.rn.gov.br. No período de 16 a 30 de abril, no horário das 8h às 17h, as equipes do Projeto estarão de plantão para atendimento de dúvidas e resoluções das pendências na sala da UGP/SEPLAN.

O governador Robinson Faria destaca que a partir destes investimentos, os agricultores familiares potiguares vão se profissionalizar e terão a garantia de geração de renda. “Eles terão a própria renda e irão fomentar a economia dos municípios do interior”, diz.

Para o coordenador do Governo Cidadão, Vagner Araújo, o Estado está cumprindo seu papel de fortalecer a agricultura familiar dando oportunidade a mais de 1519 famílias. “Com o aperto da legislação e dos órgãos fiscalizadores, o pequeno agricultor não estava mais conseguindo vender seus produtos. Com esses investimentos todos vão poder se adequar e voltar a comercializar em supermercados, programas institucionais como o compra direta”, explica.

Já o secretário de Agricultura, Guilherme Saldanha, lembra que os editais receberam muitas manifestações de interesse, mas as equipes do Governo se preocuparam em selecionar projetos viáveis e autossustentáveis. “Entendemos que investimentos importantes como esse precisavam ser direcionados a organizações e projetos promissores e sustentáveis”, acrescenta.

Edital 4 – Registro Sanitário das Agroindústrias da Agricultura Familiar

O principal objetivo deste edital é o apoio financeiro e técnico às organizações da agricultura familiar através da adequação da agroindústria existente, tornando-a apta a receber o registro sanitário (legalização). Estão sendo contemplados os projetos de iniciativas de negócios sustentáveis voltados a organizações produtivas, em áreas urbanas e rurais, que manipulem, processem e/ou beneficiem produtos de origem animal e vegetal, que tenham sido sujeitas a fiscalização prévia conforme legislação sanitária vigente e que visem a obtenção de registro ou alvará sanitário.

Serão financiados 38 subprojetos de organizações da agricultura familiar nas áreas de apicultura, cajucultura, fruticultura, leite e derivados, ovinocaprinocultura e pescado, distribuídas em todos os territórios do estado.

A expectativa é regularizar as organizações para que elas possam acessar mercados e comercializar seus produtos em mercados institucionais e tradicionais.

Confira o resultado parcial do Edital 4 no site: http://www.governocidadao.rn.gov.br/?pg=noticias&id=941

Edital 5 – Apoio a subprojetos da cadeia produtiva do leite e derivados da agricultura familiar

O objetivo principal deste Edital é o apoio financeiro e técnico às organizações produtivas da agricultura familiar, por meio da melhoria dos sistemas produtivos existentes na cadeia do leite e derivados. Os Projetos de Iniciativas de Negócios Sustentáveis (PINS) visam a inclusão produtiva e o acesso a mercados, que se dará a partir da modernização e diversificação dos sistemas de produção, melhoria da produtividade, transformação, legalização, classificação, padronização, beneficiamento, armazenamento, logística e comercialização de produtos, observando o atendimento das exigências ambientais e sanitárias, possibilitando o aumento da competitividade e acesso a novos mercados.

Serão financiadas 46 organizações da agricultura familiar, das quais, duas cooperativas e seus cooperados (queijeiras) no Território Seridó, que receberão estímulo à produção primária e beneficiamento e inserção dos produtos no mercado.

Especificamente para o Território do Seridó, objetiva-se a estruturação das agroindústrias (queijeiras), de propriedade de agricultores familiares ligados a uma cooperativa da agricultura familiar, com vistas à regularização junto aos órgãos de inspeção sanitária para obtenção do selo de inspeção sanitária, podendo ser na esfera municipal, estadual ou federal, através da adequação da estrutura física do empreendimento, aquisição de máquinas e equipamentos, logística de transporte, comercialização e capacitação dos funcionários.

Confira o resultado parcial do Edital 5 no site: http://www.governocidadao.rn.gov.br/?pg=noticias&id=942

Edital 6 – Apoio à subprojetos na fruticultura irrigada da agricultura familiar

O objetivo principal deste edital é o apoio financeiro e técnico às organizações produtivas da agricultura familiar, por meio da melhoria dos sistemas produtivos existentes na cadeia da Fruticultura Irrigada. Serão apoiados subprojetos de Iniciativas de Negócios Sustentáveis (PINS) voltados à inclusão produtiva e o acesso a mercados, que se dará a partir da estruturação e modernização da cadeia produtiva da Fruticultura irrigada, através da melhoria da produção primária, do beneficiamento e da comercialização dos produtos.

Estão sendo beneficiados 30 subprojetos, com investimentos segundo a problemática específica do plano de negócios (adequação das agroindústrias, produção, beneficiamento, logística, comercialização/mercado).

Confira o resultado parcial do Edital 6 no site: http://www.governocidadao.rn.gov.br/?pg=noticias&id=943

 

Postado às 10h11 Geral Nenhum comentário

 

Ezequiel Ferreira contempla o Trairi com solicitações de barragens submersas.

Ezequiel Ferreira contempla o Trairi com solicitações de barragens submersas.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

Santa Cruz, Campo Redondo, Coronel Ezequiel, São José de Campestre e São Bento do Trairi são as cidades mais recentemente contempladas com os pleitos do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), para a implantação de barragens submersas para beneficiar a região Trairi do RN, preparando os municípios para a possível chegada das chuvas.

“Por causa da carência de água, 153 dos 167 municípios do estado estão em calamidade. A escassez de água no interior do Rio Grande do Norte segue como uma das principais preocupações da cadeias produtivas do Estado”, salientou Ezequiel Ferreira de Souza.

Com isto, Ezequiel Ferreira solicitou a diretora-geral do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (EMATER/RN), Cátia Lopes, a construção de barragens submersas para os municípios do Trairi, já tendo incluído as seguintes cidades nas mesma solicitação: Jardim de Piranhas, Santana do Seridó, São Fernando, Timbaúba dos Batistas, Jucurutu, Jardim do Seridó, Serra Negra do Norte, São João do Sabugi, São José do Seridó, Caicó, Ouro Branco, Acari, Bodó, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Cruzeta, Florânia e Santana do Matos. No final de outubro, o deputado Ezequiel já havia solicitado a construção de barragens para Angicos, Pedro Avelino, Carnaubais, Paraú, Campo Grande, Itajá, Triunfo Potiguar e Assu.

Segundo Ezequiel Ferreira, que também preside o Comitê de Ações de Combate a Seca na Assembleia Legislativa, com a possibilidade de uma melhoria nas chuvas para o próximo ano, torna-se de fundamental importância a construção dessas barragens, capazes de captar e armazenar a água da chuva para produção de alimentos por meio da retenção da água que escoa em cima e dentro do solo, vazante artificial temporária na qual o terreno permanece úmido por um período de dois a cinco meses após a época chuvosa, permitindo a plantação mesmo em época de estiagem.

Postado às 17h11 GeralPlantãoPolítica Nenhum comentário
Souza solicita escola de ensino fundamental e médio para comunidade indígena.

Souza solicita escola de ensino fundamental e médio para comunidade indígena.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

O deputado Souza (PHS) solicitou a construção de uma escola, ofertando o nível fundamental e médio na comunidade indígena Mendonça do Amarelão, situada no município de João Câmara e que tem aproximadamente 2 mil moradores, considerada a maior comunidade indígena do Estado.

“Atualmente, a maioria das comunidades indígenas tem um contato muito próximo com a “civilização”, por esse motivo está se tornando mais necessário que eles aprendam como funciona o mundo que está além da sua cultura, e claro, preservando suas raízes e seus costumes”, disse Souza.

De acordo com o parlamentar, o papel da educação nas comunidades indígenas é reafirmar as identidades étnicas, valorizando suas línguas e ciências e garantido aos índios e às suas comunidades, o acesso às informações. “Dessa forma, os índios deixam de ser considerados como uma categoria social em processo de extinção e passam a ser respeitados”.

Souza solicitou ainda a construção de uma sede própria para a Central do Cidadão, no mesmo município. “O prédio onde a Central do Cidadão funciona atualmente é alugado, o que demanda grande despesa para o Estado.

O parlamentar lembrou que no início de 2017, a Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), através do Acordo de Empréstimo com o Banco Mundial, iniciou um projeto para reestruturação do “Programa Central do Cidadão”, o qual deveria ser estendido às demais unidades instaladas no interior, com a construções em locais próprios e reformas nos imóveis de propriedade do Estado.

“A construção de uma sede nova para a Central do Cidadão de João Câmara irá dinamizar e garantir mais conforto aos cidadãos, obedecendo um modelo de gestão que possa garantir à eficácia dos serviços prestados”, falou Souza.

Página 1 de 1012345...10...Última »