Marca Maxmeio

Postado às 17h11 PlantãoPolítica Nenhum comentário

Hermano Morais convida para sessão solene em homenagem aos 50 anos da UERN.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

O deputado Hermano Morais (MDB) é o propositor da sessão solene em homenagem aos 50 anos da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). Nesta terça-feira (20), o parlamentar fez um convite para o evento que acontece na próxima quinta-feira (22), na Assembleia Legislativa.

“A Universidade Estadual é um orgulho para o Rio Grande do Norte e esta Casa não poderia deixar de homenagear a instituições que formou muitas gerações”, disse.
Hermano Morais também ressaltou a desistência da CBTU de transferir uma das composições de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) de Natal para o Distrito Federal. Ele agradeceu a luta do deputado Fábio Faria (PSD) nesta luta que irá beneficiar passageiros da região metropolitana.

O parlamentar ainda comentou sobre a 36ª edição do evento Motores do Desenvolvimento, que aconteceu nesta segunda-feira (19), na Fiern. Ele enalteceu o discurso do governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB), que falou como conseguiu êxitos em sua gestão a frente do Estado. “Ele contou como conseguiu solucionar problemas semelhantes aos nossos, aqui no Rio Grande do Norte”, complementou.

Postado às 17h11 PlantãoPolítica Nenhum comentário

CCJ aprova projeto de campanha permanente de combate à violência contra a mulher. (Foto: Eduardo Maia).

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

O Rio Grande do Norte vai ter uma Campanha Permanente de Combate aos Crimes de Violência Contra a Mulher, de acordo com Projeto de Lei de autoria do deputado Hermano Morais (MDB) aprovado, com emendas na reunião plenária da Comissão de Constituição Justiça e Redação (CCJ), realizada na manhã desta terça-feira (20).
“Proposta legislativa segue em consonância com a intenção constitucional, ao prever meios que visam coibir a violência contra a mulher, com o fim de equalização de gênero e repressão a toda e qualquer forma de discriminação que limite a dignidade das mulheres. Embora a matéria seja alusiva à instituição de nova incumbência ao Estado, abrangendo atividade de administração, a proposição fixa tão somente a criação de campanha no âmbito do Estado, reforçando atribuições já descritas em legislações estaduais”, registrou o relator da matéria, deputado e presidente da CCJ, Dison Lisboa (PSD).
Ao todo foram discutidas e votadas 18 matérias, sendo quatro baixadas em diligência; duas arquivadas e 12 aprovadas pelos deputados participantes da reunião: Dison Lisboa; Albert Dickson (PROS), Márcia Maia (PSDB) e Larissa Rosado (PSDB),
Entre as matérias aprovadas está o Projeto de Lei, de autoria da deputada Márcia Maia que considera como Patrimônio Cultural Imaterial do Rio Grande do Norte a iguaria “Ginga com Tapioca”.
“A Ginga com Tapioca é uma tradição que faz parte da nossa cultura. Todo turista que vem ao Rio Grande do Norte vai à Redinha para comer a iguaria”, justifica a deputada Márcia Maia.

Postado às 09h11 CidadePlantão Nenhum comentário

Delegados do RN deliberam nesta quarta-feira lista tríplice para cargo de Delegado-Gera. 

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

Tudo pronto para a eleição pioneira que ocorre amanhã aqui no Rio Grande do Norte. Por iniciativa da Associação dos Delegados de Polícia Civil do RN (Adepol/RN), nesta quarta-feira os delegados irão às urnas para elaborar uma lista tríplice a ser oferecida à governadora eleita, Fátima Bezerra, como sugestão, para que ela escolha o novo delegado geral.

Estão concorrendo ao cargo trinta delegados e delegadas, todos da classe especial. Nos últimos dias eles tiveram oportunidade de demonstrar aos colegas seus planos e projetos para a Polícia Civil. Por lei, a lista tríplice é uma sugestão à nova chefe do executivo, não sendo ela obrigada a segui-la, escolhendo um dos três mais votados para o cargo.

Para a presidente da Adepol/RN, delegada Paoulla Maués,a novidade significa oferecer um processo mais transparente para a escolha do delegado geral, levando-se em conta critérios técnicos, observados pela própria classe.

“A Polícia Civil precisava disso. Estamos muito felizes de organizar este processo e oferecer à governadora nomes capacitados para ocupar uma função tão importante” , disse. A votação acontece nesta quarta-feira, em quatro pontos distintos do estado, com horários variados. Na capital, o horário de votação é das 8h às 17h e a urna estará na Adepol/RN. Em Mossoró, das 12h30 às 14h30, na Delegacia de Defraudações. Em Caicó, a urna vai estar na Delegacia Regional, das 8h às 12h e em Pau dos Ferros de 8h às 10h, também na Regional da cidade.

A apuração deve começar assim que as urnas do interior chegarem à sede da associação, em Natal. A previsão é de que o resultado seja proclamado por volta das 18h,

Postado às 19h11 PlantãoPolítica Nenhum comentário

Comissão aprova programa que auxilia idosos desaparecidos. (Foto: Marcelo Barroso).

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

A Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Natal aprovou nesta segunda-feira (19) o Projeto de Lei 268/2018, de autoria da vereadora Eleika Bezerra (PSL), que cria o Programa SOS Idosos Desaparecidos. Além desta, outras matérias foram aprovadas, como a que reforça fiscalização sobre cotas de pessoas com deficiência nas empresas e a que amplia o prazo de renovação dos contratos de estágios na Câmara.

O vereador Sueldo Medeiros (PHS) foi relator do projeto que institui o SOS Idosos Desaparecidos. “É um projeto importante porque vemos comumente idosos desparecidos que não localizam suas famílias e o projeto torna isso possível através de campanhas”, diz Sueldo. A inciativa propõe campanhas para a prevenção do desaparecimento de idosos, com divulgação da localização e fotos, por exemplo, bem como de orientação e prevenção a golpes ou situações que coloquem em risco a integridade física e moral do idoso.

Da reunião participaram também os vereadores Felipe Alves (MDB), Kleber Fernandes (PDT) e Preto Aquino (PATRIOTAS). Preto é autor do projeto que amplia o período de renovação de contratos de estágios na Câmara Municipal e que também foi aprovado pela comissão. “Muda o tempo mínimo de estágio que é de 6 a 12 meses para 24 meses com avaliação a cada seis meses, desde que se preencha os requisitos no programa de estágio remunerado da Câmara. Isso vai melhorar o trabalho do estagiário e dar mais garantias aos setores da Casa que contam com o serviço desses estudantes”, argumenta o autor.

Postado às 19h11 CulturaPlantão Nenhum comentário

Teatro Riachuelo receberá a avant première das obras que serão apresentadas próximo dia 12 ao Papa Francisco, no Vaticano. (Foto: Sergio Vilar ).

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

Um feito histórico para o Rio Grande do Norte acontecerá no próximo dia 12 de dezembro. A Orquestra Sinfônica da UFRN e o Madrigal da UFRN se apresentarão para o Papa Francisco, durante a audiência geral do Vaticano. E o público potiguar tem a oportunidade de conferir, já nesta quinta-feira (22), às 20h no Teatro Riachuelo, o mesmo repertório que será apresentado ao Papa.

O concerto terá duração de 1h20. O valor de R$ 40 ou (R$ 20 meia entrada e para clientes Unimed) servirá para custear a passagem da Orquestra ao Vaticano, dia 12 de dezembro. A data é simbólica, pois coincide com o Dia de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira das Américas. “Será a homenagem de uma orquestra sul-americana a um Papa de mesma origem”, frisou o maestro da OSUFRN, André Muniz.

De acordo com o maestro, entre as peças executadas está a estreia de Regina Coeli, do professor Danilo Guanais, escrito especialmente para a audiência papal, que será realizada na Praça de São Pedro. E ainda O Guarani, de Carlos Gomes; Magnificat Aleluia, de Heitor Villa-Lobos; Pinos de Roma, de Ottorino Respigui; e Missa Nordestina, do pernambucano Clóvis Pereira.

Na Itália, a Orquestra ainda se apresentará no Conservatório Licinio Refice, junto a músicos italianos. Essa viagem será mais uma experiência internacional da OSUFRN, que foi a primeira orquestra universitária brasileira a realizar uma turnê na Europa, quando esteve na Alemanha, em 2015. Muitos dos seus 59 integrantes tem se destacado no cenário internacional.

SERVIÇO

Concerto – Orquestra Sinfônica da UFRN rumo à Roma

Onde: Teatro Riachuelo (Shopping Midway Mall)

Quando: nesta quinta-feira (22)

Hora: 20h

Ingresso: R$ 40 (inteira) ou R$ 20 (meia entrada e para clientes Unimed)

 

·         Os ingressos podem ser comprados na bilheteria ou online, neste endereço: https://uhuu.com/evento/rn/natal/rumo-a-roma-apresentacao-da-orquestra-da-ufrn-6369

Postado às 19h11 PlantãoPolítica Nenhum comentário

Procon da Assembleia alerta população para cuidados na Black Friday. (Foto: Eduardo Maia).

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

“A Declaração Universal dos Direitos Humanos”, que em 2018 completa 70 anos, será o tema da 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos, realizada nas 26 capitais do país e no Distrito Federal. Em Natal, a Mostra inicia nesta segunda-feira (19) e segue até o dia 30 de novembro em três pontos da cidade: IFRN Cidade Alta, Arena das Dunas e LabCom da UFRN. A abertura oficial dessa edição acontece amanhã (20), às 19h, no auditório da Arena das Dunas. A entrada para a abertura oficial e o acesso a toda a programação são gratuitos.

No total serão exibidos 40 filmes, divididos em quatro mostras: Temática, Panorama, Mostrinha – dedicada ao público infanto-juvenil, e Homenagem, que celebra a carreira do ator e diretor Milton Gonçalves. Esta é uma iniciativa do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), com realização do Instituto Cultura em Movimento (ICEM).

Os filmes abordam as diversas temáticas dos Direitos Humanos, como memória e verdade, questões de gênero, população negra, população indígena, população LGBT, imigrantes, direito das pessoas com deficiência, direito da criança, direito dos idosos, direito da mulher, direito à saúde, direito à educação, diversidade religiosa e meio ambiente.  Para permitir a acessibilidade, todas as sessões contam com closed caption, e em sessões selecionadas haverá áudio descrição e Libras. Os espaços onde ocorrem as exibições também possuem estrutura acessível para receber os diferentes públicos, além de contar com a programação em Braille para consulta.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos surgiu em 1948 como um grito de liberdade e o clamor por respeito, contra o fascismo e as milhões de mortes da 2ª Guerra Mundial. Segundo a Diretora de Promoção e Educação em Direitos Humanos do MDH, Juciara Rodrigues, a Mostra promove ações públicas que transcendem governos, por isso já está em sua 12ª edição. “Trata-se de uma revolução silenciosa e maravilhosa. Vai até as pessoas para mostrar a elas a importância de ser cidadão e do respeito ao próximo. Chega até elas levando educação amorosa e libertária, para que possam refletir qual o nosso papel no mundo. É uma forma de lutar e resistir a qualquer tipo de opressão, de objeção em relação ao exercício da nossa cidadania e direitos”, diz Juciara.

Com mais de 70 filmes no cinema, o ator e diretor Milton Gonçalves, homenageado na Mostra, é um dos mais prolíficos artistas do país. Presente nas telas e palcos desde a década de 50, participando da história da televisão, do teatro e do cinema brasileiros. Sua versatilidade dramática e seu talento venceram as barreiras que normalmente são impostas aos artistas negros no país. “Sua atuação no cenário político e sua militância pelos Direitos Humanos e contra o racismo o tornam um desses artistas cuja trajetória precisa ser registrada e cuja história deve ser contada para os jovens. Milton Gonçalves soube como poucos manter um rigor artístico e, ao mesmo tempo, uma atuação e coerência política”, diz a diretora do ICEM Luciana Boal. “Com a proximidade de seus 85 anos de vida, em 2018, é fundamental conhecer o homem, marido, pai, político, ator e diretor Milton Gonçalves”, completa.

A mostra conta com a M.A.P.A como produtora local que é o responsável pela exibição dos filmes e promoção de debates após as sessões. Para agendar sua instituição você deve enviar um e-mail para mcdh.natal@gmail.com com as seguintes informações: nome da escola/instituição, número de alunos, título do filme, data, hora e local e contato do responsável. Ou acessar o formulário de agendamento: https://goo.gl/forms/csN9yHKZpuaMBSew1. Você receberá um e-mail de confirmação do agendamento. Mais informações: (84) 99600-6072 | 2010-5980.

 

Serviço

12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos – Natal/RN

IFRN Cidade Alta

19 a 23/11 – a partir das 9h

Arena das Dunas

Dia 20/11 – Abertura Oficial às 19h

20 a 23/11- a partir das 9h

UFRN LabCom

27 a 30/11 – a partir das 14h

Programação gratuita

 

Postado às 19h11 CulturaPlantão Nenhum comentário

Com filmes que abordam temáticas em torno dos Direitos Humanos, a Mostra tem início nesta segunda-feira (19) e segue até o dia 23 de novembro.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

“A Declaração Universal dos Direitos Humanos”, que em 2018 completa 70 anos, será o tema da 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos. Realizada nas 26 capitais do país e no Distrito Federal, possui programação totalmente gratuita.  Em Natal, a Mostra inicia nesta segunda-feira (19) e segue até a sexta-feira (23), no IFRN Cidade Alta. A abertura oficial dessa edição acontece nesta terça-feira (20), às 19h, no auditório da Arena das Dunas. A entrada também é gratuita.

Ao todo serão exibidos 40 filmes, divididos em quatro mostras: Temática, Panorama, Mostrinha – dedicada ao público infanto-juvenil, e Homenagem, que celebra a carreira do ator e diretor Milton Gonçalves. Esta é uma iniciativa do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), com realização do Instituto Cultura em Movimento (ICEM).

Os filmes abordam as diversas temáticas dos Direitos Humanos, como memória e verdade, questões de gênero, população negra, população indígena, população LGBT, imigrantes, direito das pessoas com deficiência, direito da criança, direito dos idosos, direito da mulher, direito à saúde, direito à educação, diversidade religiosa e meio ambiente.  Para permitir a acessibilidade, todas as sessões contam com closed caption, e em sessões selecionadas haverá áudio descrição e Libras. Os espaços onde ocorrem as exibições também possuem estrutura acessível para receber os diferentes públicos, além de contar com a programação em Braille para consulta.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos surgiu em 1948 como um grito de liberdade e o clamor por respeito, contra o fascismo e as milhões de mortes da 2ª Guerra Mundial. Segundo a Diretora de Promoção e Educação em Direitos Humanos do MDH, Juciara Rodrigues, a Mostra promove ações públicas que transcendem governos, por isso já está em sua 12ª edição. “Trata-se de uma revolução silenciosa e maravilhosa. Vai até as pessoas para mostrar a elas a importância de ser cidadão e do respeito ao próximo. Chega até elas levando educação amorosa e libertária, para que possam refletir qual o nosso papel no mundo. É uma forma de lutar e resistir a qualquer tipo de opressão, de objeção em relação ao exercício da nossa cidadania e direitos”, diz Juciara.

Com mais de 70 filmes no cinema, o ator e diretor Milton Gonçalves, homenageado na Mostra, é um dos mais prolíficos artistas do país. Presente nas telas e palcos desde a década de 50,  participou da história da televisão, do teatro e do cinema brasileiros. Sua versatilidade dramática e seu talento venceram as barreiras que normalmente são impostas aos artistas negros no país. “Sua atuação no cenário político e sua militância pelos Direitos Humanos e contra o racismo o tornam um desses artistas cuja trajetória precisa ser registrada e cuja história deve ser contada para os jovens. Milton Gonçalves soube como poucos manter um rigor artístico e, ao mesmo tempo, uma atuação e coerência política”, diz a diretora do ICEM Luciana Boal. “Com a proximidade de seus 85 anos de vida, em 2018, é fundamental conhecer o homem, marido, pai, político, ator e diretor Milton Gonçalves”, completa.

A mostra conta com a M.A.PA como produtora local que é o responsável pela exibição dos filmes e promoção de debates após as sessões. Para agendar sua instituição você deve: Envie um e-mail para mcdh.natal@gmail.com com as seguintes informações: nome da escola/instituição, número de alunos, título do filme, data, hora e local, contato do responsável. Ou acesse o formulário de agendamento: https://goo.gl/forms/csN9yHKZpuaMBSew1. Você receberá um e-mail de confirmação do agendamento. Mais informações: (84) 99600-6072 | 2010-5980.

Postado às 19h11 CidadePlantão Nenhum comentário

A Campanha Mundial visa promover a solidariedade e a cultura de doação.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

No próximo dia 27/11, será celebrado o Dia de Doar em todo o mundo, com a participação oficial de mais de 45 países. A mobilização visa promover uma cultura de doação. No Rio Grande do Norte, a segunda edição da campanha reunirá 11 organizações da sociedade civil: Adote, Amico, Amigos do Pelo, APAE, Casa do Menor Trabalhador, GACC, Instituto do Bem, Lar da Vovozinha, Liga Contra o Câncer, SUVAG e a Casa Durval Paiva.

As instituições potiguares esperam contar com a participação dos norte rio-grandenses no Dia de Doar, com doações que podem ser materiais e imateriais, também estimulando outros a abraçarem as causas mediante o compartilhamento de suas ações nas mídias sociais e o uso da hashtag #DiadeDoarRN. A Campanha será veiculada em outdoor, busdoor, spots e VTs.

Cada instituição faz com que o Dia de Doar exista, através de ações que visem estimular a doação de indivíduos e empresas, promovendo a coparticipação destes, fomentando assim uma sociedade mais generosa e solidária, em especial, para com as causas sociais defendidas pelas organizações.

A mobilização teve início nos Estados Unidos onde começou em 2012 criada por uma organização chamada 92Y, sediada em Nova Iorque. O Dia de Doar foi realizado no Brasil pela primeira vez em 2013, sendo organizado pela parceria ABCR – Associação Brasileira de Captadores de Recursos e Umbigo do Mundo Comunicação Estratégica.

Todo dia é dia de doar e uma vez por ano acontece uma grande celebração da doação. Essa é a proposta do #DiadeDoarRN.

Saiba mais sobre a Campanha: http://www.diadedoar.org.br/

Postado às 07h11 CidadePlantão Nenhum comentário

Atletas cobram mais espaços para a prática de Triathlon em Natal. (Foto: Eduardo Maia).

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

A disponibilização de locais públicos em Natal para a prática de Triathlon foi tema de audiência pública na tarde desta terça-feira (13), na Assembleia Legislativa. Proposto pelo deputado Nelter Queiroz (MDB), o debate se deu principalmente em torno da importância de uma legislação mais clara e protetiva aos atletas, bem como sobre a criação de áreas de proteção ao ciclista de competição.

Comprometendo-se a lutar, juntamente com a bancada federal, pela causa dos praticantes da modalidade, Nelter Queiroz afirmou que esse tipo de discussão é de grande relevância social. “Atualmente, nossa capital carece de espaços públicos que propiciem segurança e infraestrutura adequada para a prática esportiva do Triathlon. É importante que os poderes municipal e estadual viabilizem espaços adequados para esses atletas”, destacou.

O presidente da Federação de Triathlon do RN, Stênio Bezerra, falou sobre o crescimento da prática e a valorização do esporte no Estado. “Em 2013 nós tínhamos 15 atletas federados; hoje temos mais de 350. Além disso, desde 2009 vem aumentando vertiginosamente a quantidade de eventos esportivos outdoor, que acontecem ao ar livre”, detalhou.

Stênio Bezerra também externou a necessidade de haver, nas cidades, áreas de proteção às pessoas que usam espaços públicos para treinamento. “Nós viemos propor aqui a criação das áreas de proteção ao ciclista de competição em Natal. A ideia já foi implantada em Palmas, no Rio de Janeiro – onde existem sete áreas-, Recife, Aracaju, Porto alegre e outras capitais”, explicou o presidente.

Demonstrando preocupação com a segurança dos atletas, a presidente da Federação de Atletismo do RN, Magnólia Figueiredo, frisou que a integridade física dos competidores muitas vezes fica comprometida. “Os participantes precisam estar protegidos, e hoje a segurança deles fica ameaçada quando o promotor do evento não consegue os materiais ou quando faltam equipamentos aos policiais”, disse.

Como solução para o problema, Magnólia Figueiredo sugeriu que houvesse maior integração entre os órgãos responsáveis pela legislação, fiscalização e segurança desses eventos. A presidente ainda destacou a importância das competições para a economia do Estado e, principalmente, para a saúde da população.

Presidente da Associação dos Ciclistas de Natal, José Cândido Filho revelou sua expectativa de que a audiência se torne um marco a partir do qual os ciclistas sejam ouvidos pelos órgãos que administram e fiscalizam a cidade.

Já o chefe da Intervenção Viária da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), Carlos Eugênio, explicou o papel da STTU durante as competições. “Só esse mês teremos mais três corridas em Natal, e nós organizaremos a parte do trânsito, com fechamentos de vias e a questão do transporte público. O objetivo é prejudicar o mínimo possível a mobilidade das pessoas”, disse o servidor.

Para o vereador de Natal, Preto Aquino (PEN), os organizadores dos eventos precisam respeitar a legislação. Segundo o vereador, “muitos problemas poderiam ser evitados se eles procurassem os órgãos públicos antes das competições”. Ele sugeriu também que as secretarias municipais e estaduais adquirissem e estocassem os equipamentos necessários para apoiar os eventos dessa natureza, já que muitas vezes os organizadores não possuem meios para isso.

Superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no RN, Marcelo Henrique de Sá falou da necessidade de se formular projetos, a médio e longo prazo, de estruturação das vias, aquisição de materiais e equipamentos, além de veículos específicos destinados às áreas de proteção dos atletas.

O Major Josemário de Paiva, comandante do 1º Distrito da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), chamou a atenção para a iluminação e sinalização das vias. “Nós temos efetivo à disposição e sempre emprestamos cones, cavaletes e grades, mas tem que ser melhorada urgentemente a questão da iluminação e sinalização das vias, para que os atletas tenham sua segurança garantida”, destacou.

Por fim, o ciclista Emerson Medeiros cobrou mais atenção do Poder Público ao deslocamento dos usuários até as áreas de segurança. “Como iremos chegar até as áreas demarcadas? Vai haver segurança nesse deslocamento? Todos os dias vemos ciclistas sofrendo acidentes, inclusive em ciclo-faixas, que não são respeitadas pelos veículos automotores”, desabafou, pedindo ajuda aos agentes de trânsito quanto à eficiência na fiscalização do uso das vias exclusivas.

A respeito da legislação e do deslocamento urbano, Emerson disse que Natal está muito aquém na questão da ciclo-mobilidade e que a legislação brasileira de trânsito pensa muito nos motoristas, esquecendo-se dos ciclistas. “Pensar nos ciclistas como agente participativo na mobilidade urbana, que é um problema mundial, é pensar num trânsito mais tranquilo e seguro para todos”, concluiu.

Postado às 19h11 PlantãoPolítica Nenhum comentário

ALRN discutirá uso de espaços públicos para o triathlon em Natal.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

A Assembleia Legislativa ampliará o debate que realiza sobre o zoneamento do espaços públicos para fins sociais com audiência pública par discutir a prática de triathlon em Natal. O debate está marcado para esta terça-feira (13), na sede do Poder Legislativo, às 14h30. A propositura é do deputado estadual Nelter Queiroz (MDB).

“Estas discussões são de grande relevância para os atletas de Natal. Atualmente, nossa capital carece de espaços públicos que propiciem segurança e infraestrutura adequada para a prática esportiva de forma integrada das modalidades natação, atletismo e ciclismo, que compõem o triathlon. É importante que o poder público municipal e estadual viabilizem espaços adequados para estes atletas”, destacou Queiroz.

Órgãos como o Ministério do Turismo e a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) vêm frequentemente estimulando a combinação de esporte mais turismo para gerar impactos financeiros positivos. No Rio de Janeiro, por exemplo, a maratona que é realizada na cidade costuma movimenta R$ 200 milhões.

Apesar do Rio Grande do Norte ainda não dispor de eventos de grande magnitude, o Estado vem investindo nas atividades, especialmente na capital, que já tem, por exemplo, calendário esportivo para as ruas da cidade, como maratonas.

Para ampliar as possibilidades, a Assembleia Legislativa propõe que outros agentes do setor esportivo possam manifestar seus interesses e expor as possiblidades ainda não exploradas. O triathlon, que envolve três atividades – ciclismo, natação e atletismo – é uma dessas possibilidades.

Para o debate, foram convidados representantes de produções de eventos esportivas da capital potiguar, de representantes das federações norte-riograndenses de triathlon, ciclismo e atletismo; além de representações da Prefeitura Municipal e Polícia Rodoviária Federal. Representações do Governo do Estado e do Ministério Público também são aguardadas.