Marca Maxmeio

Postado às 10h08 CidadeDestaque Nenhum comentário

Homenagens marcam sessão solene do Dia do Padre.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

“O padre é o escolhido de Jesus, pois foi Jesus quem disse: não fostes vós que me escolhestes, pelo contrário, fui eu que vos escolhi e vos designei para ir e produzir muitos frutos”, declarou a vereadora Nina Souza (PDT), na noite desta quinta-feira (16), durante sessão solene da Câmara Municipal de Natal em homenagem ao Dia do Padre, celebrado no mesmo dia da festa de São João Maria Vianney, padroeiro de todos os sacerdotes; a data é 04 de Agosto.
De acordo com Nina Souza, propositora da solenidade, a missão do padre é conduzir as pessoas ao encontro com Deus. “É ajudar o próximo a libertar-se do pecado e recolocá-las nos caminhos do bem, além de construir pontes, ou ser ele mesmo a ponte para ajudar a superar as divisões e promover união”, explicou ela, que completou: “Precisamos de sacerdotes que sejam continuadores de Jesus, para que o mundo seja melhor para todos”.
Iaperi Araújo, presidente do Conselho Estadual de Cultura, falou que a história brasileira está muito vinculada à trajetória dos párocos católicos. “Eles estão presentes em todas as comunidades do país. Desde as grandes metrópoles até as pequenas e isoladas cidades do interior. Enfim, para entender a história do Brasil tem que conhecer a história da Igreja e dos seus sacerdotes”, pontuou.
Entre os homenageados estava o padre José Sílvio de Brito, vigário episcopal para o Clero. Segundo ele, as lideranças da Igreja Católica na capital potiguar se sentem honradas com o reconhecimento da Casa do Povo. “Os padres desenvolvem um trabalho maravilhoso nas diversas paróquias que compõem nossa arquidiocese; temos 100 paróquias e em cada uma delas tem um sacerdote empenhado na evangelização e na transformação da sociedade”, destacou padre Sílvio, que na oportunidade representou a Arquidiocese de Natal.
Por sua vez, o padre Valquimar Nogueira, reitor do Seminário de São Pedro, afirmou que ser padre é atender a um chamado, uma vocação que brota do amor de Deus. “Trata-se de homens simples, humildes e próximos das pessoas. Portanto, essa homenagem nos deixa felizes e renovados, pois constitui um incentivo para a continuidade da jornada”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + um =