Marca Maxmeio

Postado às 12h10 CulturaDestaque Nenhum comentário

Idosas orgulhosas por serem personagens de mostra fotográficas na Assembleia. (Foto: João Gilberto).

Repórter fotográfico, Canindé Soares, idealizador da mostra fotográfica “Meu retrato minha beleza na terceira idade” segue em cartaz até dia 05 de outubro. 

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com

Com a apresentação do coral infantil da Legião da Boa Vontade, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte abriu nesta segunda-feira, 1º de outubro, Dia Internacional do Idoso, a mostra fotográfica “Meu retrato minha beleza na terceira idade”. São 27 fotografias assinadas por Canindé Soares, de mulheres assistidas pela LBV. As visitas ao Salão Nobre da Assembleia podem ser feitas durante a semana, das 8h às 15h.

“Convido as pessoas a virem visitar e trazer uma lata de óleo de soja ou uma lata de leite em pó para ser colocado nas cestas básica que serão distribuídas no Natal”, explicou Canindé Soares, que fez 27 fotos que farão parte de uma exposição permanente na sede da LBV. “Também faremos fotos para entregar às mulheres”, afirmou Canindé, que aguarda as doações até sexta-feira, 5 de outubro, data em que a exposição será encerrada.

“Primeira vez que fui fotografada, olhe eu de turbante, a cara da riqueza”, disse dona Josidete, de 72 anos, uma das escolhidas para a mostra em homenagem ao Dia do Idoso. “Eu sou a primeira da fila, a mais bonita”, disse feliz dona Antônia Galdino, orgulhosa por estar sendo visitada. “Tô me sentindo uma atriz, uma artista”, ressaltou a personagem da exposição. “Tô toda amostrada”, afirmou dona Antônia Araújo da Silva, que mora em Macaíba e se desloca para Natal duas vezes por semana para participar das programações oferecidas pela LBV.

Estatísticas

O Rio Grande do Norte é um dos Estados com maior número de denúncias de agressão aos idosos. De 2011 a 2018, no Disque 100, o Estado aparece entre o segundo e quarto lugar no ranking nacional de violência contra esse grupo da população. De acordo com o Disque 100, um serviço do Ministério dos Direitos Humanos, a cada hora são registradas, no país, cinco queixas de violência contra pessoas idosas.

Dados de 2011 revelam que naquele ano foram feitas 324 denúncias sobre violência contra idosos, alçando o estado ao segundo lugar entre as 27 unidades da federação no período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 7 =